Padrasto mata criança autista de 9 anos a socos no estômago

Manaus (AM) – O padrasto do menino autista de 8 anos, que morreu no final do mês passado, confessou que espancou a criança. Os golpes atingiram o estômago da vítima que dias depois morreu em unidade hospitalar. A confissão, conforme a titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), delegada Joyce Coelho, foi confirmada nesta quarta-feira (6) à reportagem do Portal Tucumã.

“Ele ficou temeroso da mãe ser condenada por um crime que não tinha cometido. A companheira pressionou bastante ele no sentido de que ele falasse a verdade por que ela não sabia da agressão.
Ele acabou decidindo confessar e dizendo que, naquele momento, ela não estava ali presente”, destacou a autoridade policial. Segundo a delegada, as agressões resultaram na morte do menino que conforme o laudo pericial apontou ‘hemorragia dos órgãos internos ocasionada por lesões contundentes’.

“Se ela tem responsabilidade por negligencia e maus tratos o fato é que no dia ela não desferiu qualquer golpe na criança que o levou a morte, foi responsabilidade dele essa agressão que acabou culminando na hemorragia da criança”, disse ainda.

No dia 1° de abril, a Polícia Civil do Amazonas realizou a prisão da mãe do menino, Débora de Lima e do padrasto Henrique Coelho de Souza, suspeitos pelo homicídio de Luiz Carlos Tinoco de Oliveira, 9 anos, no último dia 29. A princípio, o casal havia dito em depoimento que a criança caiu e bateu a cabeça no banheiro, o que foi descartado em investigação após o resultado do laudo pericial. A criança morreu no Hospital e Pronto-Socorro da Criança Joãozinho, na Zona Leste.

Com informações de Portal Tucumã

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

×
(c) 2021 - Supermegawebradio.com - Todos os Direitos Reservados